Arroz: Conheça o alimento adorado mundialmente

O arroz é uma planta da família das gramíneas, é a 3ª maior cultura cerealista do mundo (perde apenas para o milho e o trigo) e é rico em hidratos de carbono, o famoso carboidrato. Sobre as origens, há 3 berços: Ásia, África e América.
Mas, não é só de carboidratos que é feito o grão, ele também é rico em vitaminas A, B1, B2, B3, B6 e E que ajudam na formação dos glóbulos vermelhos e auxiliam na regeneração celular.
Por isso que este grão é um dos alimentos mais consumidos, sendo a base da alimentação de diversos povos, incluindo o Brasil.
Os mais conhecidos e consumidos são o branco, o integral e o parboilizado, porém, existem muitos outros tipos.

Tipos de arroz, dos mais consumidos aos ainda desconhecidos

Diferentes variedades de grãos de arroz

Agora que você já sabe o que é e que ele tem diversas propriedades importantes para uma dieta saudável e diversa, vamos aos tipos de grão.

Tradicionais

  • Arroz Branco

Também chamado de polido ou agulhinha, é o tipo mais comum. O grão tem a sua casca removida após a colheita, o que faz com que ele perca alguns nutrientes, mas torna seu cozimento mais rápido.
Ele é classificado de acordo com a quantidade de grãos quebrados que possui: o tipo 1 apresenta menos grãos quebrados e, o tipo 5, maior quantidade.

  • Arroz parabolizado

Esse tipo nada mais é do que o arroz cozido com a casca (que depois é removida). Esse processo faz com que alguns nutrientes passem da casca para o interior do grão, tornando-o mais nutritivo.​

  • Arroz integral

Conserva a sua casca e, portanto, é mais nutritivo e rico em fibras que o branco e o parabolizado. Seu tempo de cozimento é maior.

  • Arroz arbóreo

Com grãos menores e roliços, o arbóreo é o mais indicado para o preparo de risotos, pois possui mais amido – o que confere a cremosidade ao prato. Tem o mesmo valor nutricional do branco.

  • Arroz agulhinha

Este tipo é o mais consumido no Brasil. Rico em carboidratos de alto índice glicêmico, sendo uma boa fonte de energia.
Usado muito no dia-a-dia por ser de rápido cozimento e assimilar bem os temperos usados.

Menos conhecidos

  • Arroz vermelho

Ainda pouco encontrado no Brasil, vem sendo alvo de diversos estudos, por possuir substâncias potencialmente benéficas à saúde.
Ele tem o poder de reduzir o colesterol, além de um alto teor de ferro, zinco e fibras.

  • Arroz negro

Ainda pouco conhecido, o negro possui um sabor mais marcante, parecido com o de castanhas.
Tem mais fibras e proteínas, quando comparado ao integral, e também um tempo de cozimento maior.

  • Arroz glutinoso

Encontrado na Ásia, possui esse nome pois se torna pegajoso após o cozimento.
Ele possui um grão curto, além de não conter glúten, sendo indicado em dietas com restrição do composto.

  • Arroz jasmine

Este tipo é de origem tailandesa, também é conhecido como Hom Mali. Uma dica importante é lavar o arroz antes de iniciar o seu cozimento.
Ele precisa de menos água do que o arroz comum para cozinhar. É ótimo com grelhados e refogados.

  • Arroz japonês

A culinária japonesa utiliza muito o arroz, principalmente para o preparo de sushis. Os principais tipos deste arroz são o Koshihikari e o Sasanishiki.
Todos têm grãos curtos e para preparar ele deve ser cozido no vapor com uma mistura especial japonesa.

O papel do arroz no processo de emagrecimento

Os diferentes tipos de arroz podem possuir diversas funções no processo de emagrecimento.
Por serem fontes de carboidratos, nos fornecem energia para realizarmos atividades físicas, além de auxiliar no transporte de proteínas para o tecido muscular.
Alguns tipos são ricos em nutrientes e fibras, como integral e o negro, por exemplo. Esses tipos podem trazer maior sensação de saciedade, auxiliando no processo de reeducação alimentar.
Por isso, o segredo é equilibrar porções. Tudo que consumimos pode, tanto nos auxiliar, quanto nos atrapalhar. É tudo uma questão de sabermos dosar bem as quantidades.

 Algumas receitas com arroz para inovar no cardápio do dia a dia

Porção de arroz cozido pode ser utilizado em algumas receitas

Super versátil, ele está presente em receitas do mundo inteiro (na Itália virou risoto, no Japão sustenta sushis e por aí vai) e pode ser reinventado a cada dia de acordo com a variação dos ingredientes utilizados na receita.

E mais: pode ser incrementado em receitas especiais de forno e é também um excelente alimento para preparar saborosas massas, tortas e até mesmo bolinhos para petiscar com os amigos.

Acompanhamentos

  • Arroz integral: comparado ao arroz branco, o integral é muito mais saudável e nutritivo, perfeito para quem está de dieta ou pretende levar um dia a dia mais leve. Aqui você aprende como prepará-lo de uma forma correta e saborosa, que é fácil de fazer e deixa ele bem soltinho.
  • Arroz Primavera: para quem ainda não está acostumado a comer legumes, uma boa opção é misturar os vegetais na receita principal. Essa é uma delas! É um prato leve, delicioso e nutritivo que você pode incrementar também com ingredientes como frango ou atum. Perfeito para o almoço ou jantar!
  • Arroz branco simples: apesar de ser a mais simples, essa receita é a mais tradicional e que muitas pessoas ainda têm dúvida de como preparar para que fique perfeito, saboroso e soltinho. É super prático de fazer e rende até quatro porções. Para compor o prato tradicional brasileiro ou para acompanhar um delicioso churrasco, está sempre presente nas refeições.

Prato principal

  • Arroz de forno: essa é uma versão simples de uma receita de forno, que pode ser preparada de diversas formas e com diferentes ingredientes. Aqui, os restos de arroz branco cozido são incrementados com milho verde, ervilha, molho de tomate, creme de leite e queijo ralado.
  • Bolinho de arroz recheado com queijo: saborosa receita de bolinho com queijo parmesão e creme de ricota recheado com mussarela! É um petisco dos melhores botecos para você fazer na sua casa e servir para todos os seus amigos, e o melhor, ainda utiliza sobras de arroz pronto.
  • Arroz com frango, ervilha, cenoura e pimenta: essa receita com frango, ervilha e cenoura leva pimenta vermelha, que sem semente fica bem suave, aromática e saborosa com um picante bem leve, que garante o toque especial do prato. Para acompanhar, aposte em um purê de batata ou mandioquinha.

Seja para as refeições dos dias de semana ou para um almoço de domingo que reúne amigos e toda a família, o arroz é um alimento fácil de preparar que pode agradar os mais variados paladares.