I-doser, a droga virtual



I-doser é a nova mania da internet, o site promete simular efeitos de drogas e gerar vários tipos de sensações por meio de sons.
No Orkut, as duas maiores comunidades sobre o assunto já somam quase 35 mil pessoas.
No site é possivel encontrar mais de 170 doses com preços que variam de R$ 5,50 a R$ 400. Ao contrario do que você possa estar pensando agora, o serviço não é ilegal, pois vende apenas sons. A parte ilegal dessa história toda é que alguns sons ja foram pirateados e já podem ser encontrados na internet sem precisar desenbolsar nenhum tostão.

Os criadores do site empregam a técnica “binaural beats” (batidas bineurais, em português), descoberta pelo físico alemão Heinrich Dove em 1839. A tese afirma que caso duas freqüências semelhantes, mas não iguais, sejam reproduzidas em cada um dos ouvidos, haverá estímulos auditivos ao cérebro. Essas batidas são utilizadas, por exemplo, em sessões de meditação e até em algumas músicas.

Na década de 70 foi descoberto que elas poderiam diagnosticar o mal de Parkinson, já que a maioria dos que sofrem do problema não consegue perceber as batidas.

Para Erick Itakura, psicólogo e pesquisador do NPPI (Núcleo de Pesquisas em Psicologia e Informática) da PUC-SP, é comum que os jovens busquem um estado alterado de consciência. “Isso ocorre desde que o mundo é mundo. A diferença do I-doser é que ele oferece isso sem o risco do vício, sem a ingestão da substância”, compara. Itakura diz que os riscos do uso do programa não vão além de uma lesão auditiva caso o som estiver muito alto.

3 Responses to “I-doser, a droga virtual”

  1. Putz, porque não pensei nisso antes?? Ficaria rico!

  2. É verdade, tem gente que tem umas idéias brilhantes. Porque que eu não tenho uma dessas? Dá pra ficar rico com um negócio desses :D

  3. Great stuff! I’m enquiring if you know of any forums that discuss these intriguing issues at all? Thanks :)

Leave a Reply